TEMOS UMA MISSÃO!

Minha foto
Rio de Janeiro, Estrada da Água Grande -453-Irajá, Brazil
Somos jovens escolhidos pelo Senhor! Com a missão de realizar tudo que Ele sonhou para nós. Buscamos o conhecimento através da sua Palavra revelada (BÍBLIA). Queremos ser chamados de "Obreiros aprovados"! Somos membros do Ministério Discipular em Irajá. JUNTE-SE A NÓS!

domingo, 12 de julho de 2009

DOCUMENTÁRIO SOBRE SODOMA E GOMORRA





GN.18.17-33 – O ANÚNCIO DA DESTRUIÇÃO DE SODOMA E GOMORRA.


Devido à sua intimidade com Deus, Abraão recebeu a revelação da destruição de Sodoma e Gomorra. Temos aí a condição básica do ministério profético: intimidade com Deus (Am.3.7; Salmo 25.14). Pouco tempo depois, Deus disse que Abraão era profeta (Gn.20.7), aliás, o primeiro que recebe tal título na biblia, embora saibamos que Enoque e Noé também profetizaram. No Novo Testamento, o maior profeta, se podemos dizer tal coisa, foi João que, tendo sido o amigo mais íntimo de Jesus, recebeu as maiores revelações, incluindo o impressionante Apocalipse.
Abraão foi também o primeiro intercessor, pois orou ao Senhor a favor do seu sobrinho Ló. Observe que no capítulo 14, o patriarca agiu em favor de Ló. No capítulo 18 ele orou. No primeiro caso, tratava-se de uma situação que estava ao alcance de Abraão resolver. No segundo caso, não, pois o mal anunciado viria do próprio Deus. Quantas vezes oramos quando deveríamos agir ou agimos quando deveríamos orar! Podemos fazer algo pelo irmão, mas pedimos a Deus que o faça. Em Gn.20.17, Abraão intercede também pelo rei Abimeleque.


GN.19.1-38 – A DESTRUIÇÃO DE SODOMA E GOMORRA.

Devido à sua má escolha, o justo Ló foi morar no lugar errado. Como os rebanhos de Abrão e Ló haviam crescido muito, seus pastores começaram a contender. A separação foi a única solução. Naquele momento, Abrão poderia impor sua autoridade sobre o sobrinho. Contudo, deixou que Ló escolhesse a terra diante de si. Deu então um exemplo de renúncia, amor e desprendimento. Afinal, aquele que tem a promessa de Deus não precisa se impor, nem se apegar a coisas ou terras ou posições, pois sabe que Deus lhe dará tudo o que lhe prometeu. Quantos servos de Deus têm medo de perder suas posições? Tremem diante dos “sobrinhos” que prosperam.
No mesmo texto vemos o exemplo de uma escolha errada com base nas aparências. Ló olhou para as campinas do Jordão (Gn.13.10), assim como Eva olhou para a árvore do conhecimento do bem e do mal. Aquela paisagem lhe pareceu “agradável aos olhos” e “desejável”. Fez então sua escolha e foi morar em Sodoma que, mais tarde, seria destruída (Is.1.10,29). Com isso, Ló perdeu seu gado, seus bens e sua família. Nossas escolhas não podem ser feitas apenas com base no que vemos. Precisamos levar em conta os princípios divinos; precisamos orar e buscar a orientação do Senhor.
“Disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente. Toda esta terra que vês, hei de dar a ti e à tua descendência, para sempre.” Gn.13.14.
Deus não pode fazer algumas coisas em nossas vidas antes que rompamos compromissos que são contrários à sua vontade, ou antes que eliminemos aquilo que não agrada ao Senhor em nós.

Muitas vezes, os servos de Deus passam por situações de sofrimento e podem até levantar questionamentos sobre a vontade de Deus. Contudo, se esquecem de que tais situações são frutos de suas próprias escolhas, que podem ter sido feitas sem oração e sem consulta ao Senhor.
Apesar de tudo isso, Deus mandou seus anjos para tirarem Ló daquele lugar antes que a destruição ocorresse. Nisto vemos a misericórdia divina a favor daquele homem e de sua família (19.16,19).
As cidades de Sodoma e Gomorra se destacaram na história pela prática do homossexualismo (19.4-5). Daí veio o termo “sodomita” (Dt.23.18; I Rs.14.24; I Rs.15.12; I Rs.22.46; II Rs.23.7; I Cor.6.9; I Tm.1.10) que significa “homossexual” ou aquele que pratica relação sexual anal.
Sodoma se tornou motivo de aflição para Ló (II Pd.2.7)Ling.hoje 7 ¶ Ele salvou Ló, um homem bom, que estava aflito porque conhecia a vida daquela gente imoral.) RC “6 e condenou à subversão as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente;
7 ¶ e livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis
8 (porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, pelo que via e ouvia sobre as suas obras injustas).
8 Todos os dias esse homem bom, que vivia entre eles, ficava muito agoniado ao ver e ouvir as coisas más que aquela gente fazia. .
Ele se tornou um pregador no meio daqueles ímpios, mas foi motivo de zombaria (Gn.19.14).
A destruição de Sodoma e Gomorra foi um clássico exemplo do juízo divino, como fora o dilúvio. O pecado daqueles homens ultrapassou os limites da tolerância divina. Aquele episódio foi usado no Novo Testamento como modelo da ira divina que será derramada nos últimos dias (Lc.17.28-32; II Pd.2.6; Jd.7; Ap.11.8).
Ao sair de Sodoma, Ló escapou da destruição. Contudo, sua mulher olhou para trás e se transformou numa estátua de sal, tornando-se exemplo do que acontece com aqueles que ficam presos a uma vida passada de pecado. As filhas de Ló o levaram à embriaguez e tiveram relações sexuais com ele. Daí nasceram dois filhos, Ben-Ami (hb: filho do meu povo) e Moabe (hb: família de um pai), que deram origem a duas nações malditas: Amom e Moabe, grandes inimigos de Israel (I Sm.14.47). Observemos as conseqüências de Ló ter criado suas filhas em um lugar perverso, onde não havia o conhecimento do Senhor.

A relação sexual entre pais e filhos nunca apareceu na bíblia como algo permitido ou tolerável e, a partir da lei mosaica, foi claramente proibido (Lv.18.7-10).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BEM VINDO AO J.SABIOS!
SINTA-SE A VONTADE AO FAZER SEUS COMENTÁRIOS!
DEUS O ABENÇOE!!!!!

Postar um comentário